Translate

Bem-vindo ao Blog do Livro

Este blog fala sobre a Língua Portuguesa e livros. Espero que goste, não esqueça de me seguir pelo twitter: @BLivro.
Você também pode curtir a página do blog no facebook : Blog do livro (www.facebook.com/pages/Blog-do-Livro/276116405825912)
Não deixe de colocar a sua opinião, comente!

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

terça-feira, 14 de agosto de 2012

A origem do alfabeto


A palavra alfabeto deriva-se do grego alpha (primeira letra do alfabeto grego) e beta (segunda letra do mesmo alfabeto). Segundo Tácito (um historiador, orador e político romano.) quem primeiro simbolizou as ideias foram os egípcios, onde se supõe que tenha surgido o alfabeto quando já havia decorrido mais de um milênio da história da escrita, utilizando figuras de animais.                                          
Os egípcios reivindicavam a invenção do alfabeto, que os fenícios haviam introduzido na Grécia. Porém no começo de 900 a.C., os gregos adotaram o alfabeto fenício e que ainda é utilizado até hoje. Sendo mais que provável que todos os alfabetos europeus tenham se originado do alfabeto fenício. Outras tradições atribuem o alfabeto grego a Cécrope de Atenas, Lino de Tebas, ou mesmo Palamedes de Argos, quando retornou da Guerra de Tróia, que desenhou as formas de dezesseis letras. Simonides, mais tarde, teria introduzido as outras letras.

O primeiro alfabeto consonantal teria surgido por volta de 2000 a.C., representando o idioma dos trabalhadores semitas no Egito, e que foi influenciado pelos princípios alfabéticos da escrita hierática egípcia. Quase todos os alfabetos do mundo hoje em dia descendem diretamente deste desenvolvimento, ou foram inspirados por ele. 

O alfabeto mais utilizado no mundo é o alfabeto latino, derivado do alfabeto grego, o primeiro alfabeto 'real', por designar de maneira consistente letras tanto as consoantes quanto as vogais. O alfabeto grego, por sua vez, veio do alfabeto fenício, que na realidade era um abjad - um sistema no qual cada símbolo representa uma consoante.

As 21 consoantes do alfabeto latino usadas por grande parte das línguas foram criadas pelos antigos fenícios, e as vogais foram criadas posteriormente pelos gregos por volta do século IV a.C. para facilitar seu uso na escrita e composição de palavras novas. O alfabeto latino, inicialmente, tinha menos letras, que foram sendo incluídas com o tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário